7 curiosidades sobre o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio)

Mais de 7,7 milhões de alunos estão inscritos para realizar este fim-de-semana, o Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM por suas siglas em inglês) em todo o Brasil. Em sua edição de número 18, o ENEM não parou de ganhar adeptos desde que surgiu, em 1988, quando ainda era visto com desconfiança e tinha pouca aceitação tanto por parte das universidades como pelos estudantes.

Abaixo, você confere 7 curiosidades sobre o ENEM que vão te fazer enxergar essa prova de uma forma ainda mais diferente.

1. É A SEGUNDA MAIOR PROVA DO MUNDO

Com 7,7 milhões de inscritos em sua edição de 2015, o ENEM é o segundo maior exame de acesso à universidade do mundo, superado apenas pelo exame chinês gaokao, que tem 9 milhões de estudantes inscritos este ano. Mas a maior diferença entre ambos reside no fato de que no Brasil os estudantes podem fazer l ENEM várias vezes, enquanto que na China eles têm uma única oportunidade.

O contingente é tão grande que muitas vezes é até preciso realizar sistemas de informação especializados para atender ao públicos. Sites especializados como o localdeprovaenem2019.com.br, por exemplo, mostram onde será o local de prova e ajudam a saber quando é divulgado os resultados. Além deles há blogs somente destinados a escrever uma boa redação e estudar para as principais temáticas da prova que envolve 4 cadernos diferentes de áreas de conhecimento que são vistos durante a Base Curricular Comum do ensino fundamental e ensino médio.

2. MUDANÇA DE HORÁRIO

Em anos anteriores, as portas das escolas onde se realizava o ENEM se abriam às 13.00 horas (hora local) o sábado e o domingo. A diferença é que, neste ano, as provas começam às 13.30 horas e não às 13.00 horas, o que permite que os alunos que chegam às salas de aula mais tranquilos.

3. SABATISTAS

Para os sabatistas –aqueles que celebram e mantêm-se como dia não útil, o sábado–, o exame começa às 19.00 horas. No entanto, são obrigados a frequentar a escola onde vão ser examinados no mesmo horário que o resto dos alunos e terão que esperar em uma habita*caqueion até as 19 horas.

4. CARTA DE CONFIRMAÇÃO

Dos estudantes inscritos no ENEM podem acessar e imprimir o cartão de confirmação, mas não é obrigatório. Não obstante, o ministro da Educação, Aluísio Mercadante, afirmou em uma coletiva de imprensa que um milhão de alunos não tiveram acesso ao documento, contra as recomendações do ministério.

5. AS MULHERES SÃO MAIORIA

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas educacional Anísio Teixeira (Inep) informou que o estado d eBahia é onde há uma maior participação de mulheres no ENEM. Dos mais de 580.000 inscritos, elas correspondem a 60 por cento.

6. RESPEITO AOS transexuais

TRAVESTIS, Tal como aconteceu no passado anos, nesta edição os transexuais podem ser tratadas pelo nome social de sua escolha. De acordo com o Inep, foram 278 inscrições desse tipo nesta edição, o que corresponde a um aumento de 172% em relação ao ano passado. Os travestis que usaram seu nome social tiveram que enviar mais informações ao MEC, tais como cópias do documento de identidade, para garantir a segurança do exame.

7. LACTENTES TAMBÉM FAZEM A PROVA

Para evitar que as mulheres em período de lactação podem fazer as provas, o ENEM permite que aquelas que estiverem amamentando informar sobre a sua situação no momento da inscrição e, dessa forma, podem amamentar seu bebê durante a realização do exame. Para isso, o bebê é considerado como um acompanhante na sala ao lado, e no momento da amamentação, a candidata é acompanhada por um fiscal.